conecte-se conosco


Tecnologia

Motorola lança Edge 30 no Brasil com 5G e câmera de 50 MP

Publicado

source
Motorola Edge 30 chega ao Brasil
Tecnoblog

Motorola Edge 30 chega ao Brasil

Após oficializar o Edge 30 Pro no início deste ano, a Motorola anunciou, nesta terça-feira (7), a chegada do Edge 30 ao mercado nacional. Tela OLED de 6,5 polegadas, processador Snapdragon 778G+ 5G e o conjunto fotográfico com a lente principal de 50 megapixels são os destaques do novo celular.

Apresentado à imprensa numa coletiva presencial em São Paulo, o novo Motorola Edge 30 tem uma linguagem visual muito parecida com a do Edge 30 Pro — atual topo de linha da marca. Essa semelhança vem principalmente do módulo das câmeras arredondado, que marca a atual geração dessa família. 

Suas laterais finas de 6,79 mm abrigam um botão com sensor de impressão digital e a conexão USB-C. Segundo a empresa, trata-se do smartphone mais fino do mundo com 5G. O corpo do Edge 30 ainda conta com a certificação IP52, proteção contra líquidos e à poeira, enquanto na frente há a proteção Gorilla Glass 3. 

O lançamento tem um painel do tipo OLED de 6,5 polegadas com resolução Full HD+. Assim como o Moto G200 5G, a Motorola oferece no Edge 30 taxa de atualização de 144 Hz, número superior ao do Galaxy S22 e ao do Xiaomi 12, que têm 120 Hz.

Moto Edge 30 tem câmera híbrida de 50 megapixels

Na traseira, o sistema fotográfico é formado por uma câmera principal de 50 megapixels, uma lente híbrida (ultrawide e macro) de 50 megapixels e há um sensor para medir a profundidade de campo, de 2 MP de resolução. A frontal gera selfies de 32 megapixels. 

Da mesma forma que a variante Pro, o smartphone apresentado só grava em 4K a até 30 fps e não a 60 fps. Ao menos a Motorola entrega suporte ao HDR10, para imagens mais contrastadas.

O hardware é liderado pelo processador da Qualcomm, o Snapdragon 778G+ 5G, que opera ao lado de 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento. Completam as especificações NFC, para pagamentos por aproximação, Bluetooth 5.2 e suporte ao Wi-Fi 6E. 

O software do Edge 30 é o Android 12, operando com a interface My UX, que se aproxima muito do Android puro.

A bateria, por sua vez, é um pouco inferior quando comparada ao do irmão mais potente. Neste lançamento, são 4.020 mAh de capacidade com carregamento rápido de 33 watts; o acessório é enviado na caixa.

Qual é o preço do Motorola Edge 30 no Brasil?

Disponível nas cores grafite, azul e rosê, o Edge 30 já está disponível no Brasil por R$ 3.999.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Google testa inteligência artificial para escrever notícias; entenda

Publicado

Google testa inteligência artificial para escrever notícias; confira
Unsplash

Google testa inteligência artificial para escrever notícias; confira

O Google está atualmente desenvolvendo uma ferramenta de IA generativa, projetada para auxiliar jornalistas em seu trabalho. Denominada “Genesis”, a plataforma tem como objetivo absorver informações detalhadas sobre eventos recentes e produzir notícias.

Segundo uma reportagem do The New York Times, o Google fez uma apresentação da ferramenta Genesis para executivos de alguns dos principais jornais dos Estados Unidos, incluindo o próprio NYT, o The Washington Post e a News Corp, empresa detentora do The Wall Street Journal. A apresentação revelou detalhes sobre o funcionamento da ferramenta de IA generativa voltada para auxiliar jornalistas em suas atividades.

Representante do Google, Jean Crider afirmou que “estamos em estágios iniciais de ideias para fornecer ferramentas de IA que auxiliem os jornalistas em seus trabalhos”, enfatizando a intenção de estabelecer parcerias com editores de notícias no desenvolvimento da iniciativa.

De acordo com pessoas que estiveram presentes na apresentação, o Google tem a convicção de que a IA poderá atuar como uma assistente no trabalho de jornalistas, automatizando o processo de produção de notícias.

Contudo, nem todos ficaram completamente convencidos com a abordagem do Google. Alguns executivos, que preferiram manter o anonimato, revelaram ao New York Times que a proposta da IA desvaloriza os esforços dos profissionais da área em termos de apuração e produção de notícias.

Atualmente, alguns veículos de comunicação já estão empregando Inteligências Artificiais generativas para criar conteúdo, porém, as publicações de notícias têm sido cautelosas em sua adoção, principalmente devido a preocupações relacionadas à tendência da tecnologia de gerar informações factualmente incorretas.

Pesquisa feita por cientistas que atuam em Stanford e Berkeley revelou que os modelos de linguagem desenvolvidos pela OpenAI apresentaram alterações significativas em seu desempenho ao longo de alguns meses.

Os pesquisadores constataram que a precisão das respostas geradas pareceu diminuir com o passar do tempo, corroborando os relatos de usuários sobre as versões mais recentes do software apresentando uma aparente “queda de inteligência”. Usuários têm relatado há mais de um mês a percepção de uma queda na qualidade da plataforma.

O Google liberou semana passada o acesso ao Bard no Brasil . A ferramenta, que concorre diretamente com o ChatGPT, está disponível em 40 idiomas, incluindo o português brasileiro.

O Bard funciona de forma bastante similar ao ChatGPT, conseguindo responder perguntas, resumir textos, dar ideias sobre diversos assuntos, escrever e-mails e muito mais.

Fonte: Tecnologia

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Meta, Google e OpenAI firmam compromisso por IA mais responsável

Publicado

OpenAI, dona do ChatGPT, é uma das empresas que assinou compromisso com governo dos EUA
Unsplash/Rolf van Root

OpenAI, dona do ChatGPT, é uma das empresas que assinou compromisso com governo dos EUA

As sete principais empresas de inteligência artificial (AI) dos Estados Unidos concordaram nesta sexta-feira (21) em adotar uma série de medidas para desenvolver seus sistemas de forma mais responsável. O acordo foi realizado entre as companhias e o governo dos Estados Unidos.

Dentre os compromissos aceitos pela Amazon, Anthropic, Google, Inflection, Meta, Microsoft e OpenAI, estão investimentos em cibersegurança, realização de testes envolvendo aspectos de discriminação nos sistemas de IA antes de seus lançamentos, e um novo sistema de marca d’água em conteúdos gerados por IA.

Este último compromisso é uma forma das empresas sinalizarem que um texto, áudio, vídeo ou foto foi gerado por uma inteligência artificial, evitando que usuários acreditem, por exemplo, em deepfakes. As empresas ainda trabalham para implementar as novidades.

Por se tratar de um compromisso voluntário, a medida não é considerada uma regulação das empresas de IA, já que não há consequências para o descumprimento das promessas.

Em paralelo à medida do governo, o Congresso dos EUA estuda propor uma lei para regulamentar sistemas de IA.

No Brasil, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), apresentou no início de maio um projeto de lei para regulamentar sistemas de inteligência artificial. Por enquanto, a matéria ainda não tem data para ser votada.

Fonte: Tecnologia

Comentários Facebook
Continue lendo

Política RO

Cidades

Policial

Mais Lidas da Semana